Comercial: +55 11 95440-2950 WhatsApp Comercial: +55 11 95440-2950 comercial@chicledigital.com.br Brasil, São Paulo - SP

Os 4 motivos para confiar em uma Agência de Criação em seu E-commerce

Neste artigo, irei explicar os motivos pelo qual você deve pensar estrategicamente quando o assunto é criação de layout para e-commerce.

 

Cá entre nós

Quais informações, exatamente, você teria que possuir em mãos para confiar em uma Agência de Criação para seu e-commerce? Será que, nos dias atuais, o velho ditado “Nunca julgue um livro pela capa” ainda é válido? É claro que devemos tomar bastante cuidado em não generalizar, afinal o conteúdo (cada vez mais) é de fundamental importância e, sem a menor sombra de dúvidas, não seria diferente no caso dos livros. Eu, particularmente, compro livros apenas pelo seu conteúdo, negligenciando totalmente a questão estética de sua capa. Mas, o mesmo vale para quando o assunto é layout para e-commerce? A seguir, vou listar 4 motivos pelos quais eu acredito que não:

 

Motivo nº1 – Segurança é a palavra-chave

 

 

Quando falamos de um bom layout, ou seja, de um belo projeto visual, gosto sempre de fazer uma analogia com a loja física. Não basta apenas ela ter a melhor ação de marketing, os vendedores mais dispostos e solícitos, os gerentes mais competentes, o local mais movimentado e um empreendedor engajado com o negócio se, por algum motivo, o visual da loja tenha sido “deixado de lado”.

Se isso acontecer, basta o cliente entrar na loja para perceber que, embora tenham tido todo o cuidado em escolher uma boa equipe e uma boa localização ou ponto comercial, dificilmente irá se sentir seguro em relação a este estabelecimento. A sensação, queiramos ou não, é de frustração e de desconfiança, dando aquela sensação de que, se eles não cuidam da loja (sem mencionar a falta higiene, em muitos casos), será que a qualidade dos produtos é boa? E quanto à transação de pagamento? Devo confiar em usar meu cartão? Complicado sim, mas nada incomum.

No e-commerce não é nem mesmo um pouco diferente e nem deveria ser. Se o cliente acessar uma loja virtual, ainda que bem referenciada e o mesmo se deparar com um layout “jogado”, de qualquer jeito, o qual não atrai e nem instiga esse cliente a navegar por suas páginas, a sensação de insegurança dá as caras, talvez ainda mais acentuada pelo fato que de que, ao comprar pela internet, as chances de fraude aumentam exponencialmente. Pesquisas recentes apontam que, ainda que o brasileiro tenha confiado cada vez mais nas compras online, ainda há bastante receio por boa parte dos compradores. Transmitir segurança, portanto, é fundamental quando o assunto é layout para e-commerce.

São muitas as ações práticas que, analisadas sob a ótica do layout, podem ser desenvolvidas para trazer mais segurança no momento da compra, como por exemplo, evidenciar imagens de selos de segurança, tais como ClearSale, Site Blindado, Certificado SSL, Comodo, Certisign entre outros. O uso de bandeiras de pagamento, como Mastercard, Visa, PagSeguro, PagarMe, etc é muito bem-vindo. Trabalhar botões de “Compra” com ícones de cadeado para reforçar que a compra será segura, também.

Deixar claro as formas de contato com a empresa (telefone, chat, email, whatsapp, etc), de modo que o cliente encontre facilmente com quem falar, caso tenha dúvidas a respeito da loja, reforça o senso de segurança com a mesma. Além disso, criação de páginas institucionais bem elaboradas, com conteúdos escritos pelo próprio lojista/ empresa, dando a sensação de a loja ter um “dono”, alguém com quem contar, é de fundamental importância, bem como, por exemplo, deixar claro (visualmente falando) a opção de devolução de produto e evidenciar esse direito para o cliente, é outra forma de assegurar que este lojista se preocupa com sua venda do começo ao fim.

 

Motivo nº 2 – Experiência de compra como moeda de troca

 

 

Se pudermos resumir em uma palavra tudo aquilo que sintetiza um bom projeto visual, essa palavra é sem dúvidas: experiência. É com a (boa) experiência que o cliente vai se encantar e investir seu precioso dinheiro em uma loja virtual, motivo pelo qual, afinal, temos de concordar que é o intuito final de cada lojista, certo? Portanto, proporcionar um bom momento durante este processo é de crucial importância para todo e-commerce, seja ele pequeno (talvez até mais importante aqui), médio ou grande.

A experiência pode ser vista como toda a interação e percepção do usuário em determinada loja virtual. Desde o momento em que ele acessa o site e é impactado (ou não) por uma newsletter popup, até a conclusão da compra em si, devemos prestar muita atenção em o que dizer, seja textual ou visualmente, através de imagens. Textos e tipologia, as cores e suas nuances, a qualidade de resolução das imagens dos produtos, os efeitos de transição de banners, uso de chat e/ou chatbots, devem ser, sem dúvidas, levados em consideração aqui.

Fazendo ainda a comparação entre loja física x virtual, todo mundo adora quando entra em uma loja e é surpreendido por um atendente sorridente e solícito (sem ser incisivo demais), com um ambiente levemente perfumado ou mesmo com um som ambiente agradável. Iluminação adequada para destacar os produtos, um belo sofá ou poltrona para descansar (talvez aqui os maridos gostem mais da ideia), ou mesmo de um belo cafezinho ou, por que não, aquela cerveja gelada enquanto provamos aquele ou outro produto. Isso tudo é muito bom, não é? No e-commerce também podemos explorar muitas sensações.

Se, bem pensadas e elaboradas no sentido de um layout criativo e profissional, uma boa Agência de Criação será capaz de criar um ambiente com bastante vida, ainda que dentro de uma loja 100% virtual, digital. E já que citei a palavra vida, as cores (ao menos pra mim) em um projeto visual, tem estreita relação com o conceito de vida (ou morte). O uso inteligente, ou não, de suas infinitas combinações, pode invocar uma série de sensações: conforto (desconforto), paciência (impaciência), confiança (desconfiança) entre muitas outras “impressões” que o elemento cor é capaz de imprimir em nós. Portanto, há de se saber usar as cores visando o usuário e sua constância ao navegar em uma loja virtual.

Se na loja física eu posso provar um produto, vesti-lo e senti-lo em minhas mãos ou corpo, no e-commerce eu me limito apenas a vender a imagem deste produto, portanto, como em uma loja física, se eu só compro aquilo que me agrada visualmente, por qual motivo eu devo comprar um produto, cuja foto – apenas – não me entrega nenhum valor de percepção de profundidade, textura, material, etc? Uma agência deve orientar seus clientes a trabalhar melhor com essas imagens e, invariavelmente, deixar claro a eles a importância deste valiosíssimo recurso.

Por fim, em um e-commerce, por não podermos tocar os produtos fisicamente, é necessário que pensemos em soluções as quais facilitem o máximo a vida de seus clientes e, muitas vezes, essas facilidade surgem como funcionalidades. Carrinhos inteligentes, botões de adição de produto ou continuação da compra, rastreio de pedidos, chats bem visíveis ao usuário, aviso de frete grátis, plugin do Instagram, menu flutuante, entre muitas outras soluções podem e devem ser usadas em prol da boa experiência de uso da loja.

 

Motivo nº 3 – O mundo anda veloz. Com a loja não deve ser diferente

 

 

Já é bem sabido por todos que, infelizmente, o Brasil não figura nem de longe, entre os países com a internet banda larga mais rápida do mundo, portanto uma Agência de Criação minimamente inteligente e acima de tudo profissional deve prestar muita atenção a este ponto: velocidade de carregamento das páginas de um e-commerce. Se o usuário final, com suas dezenas (talvez centenas) de opções de lojas virtuais disponíveis por aí, não conseguir visualizar rapidamente o que precisa, “tchau tchau”. Ele fecha e vai pro concorrente do lado, no caso, na “aba” ao lado.

Há inúmeras formas de evitar que uma loja demore demais para ser carregada, entre escrever um código limpo e enxuto até mesmo o uso de imagens de tamanho reduzido podem contribuir para uma melhoria no carregamento da loja, o que naturalmente, irá interferir na conversão em vendas desta loja. Portanto aqui, e mais uma vez, um layout inteligente, que seja pensado holisticamente, 360º, trabalhado em várias frentes, desde o tipo de composição visual das imagens e elementos até a preparação de seus assets para os desenvolvedores, será crucial para o sucesso de um projeto, em níveis de carregamento ágil.

Outro aspecto de um projeto de layout, fundamental e pelo qual não podemos deixar de mencionar, é sobre sua responsividade, ou seja, o trabalho que é feito para que um layout seja adaptável à todas as resoluções disponíveis: o já famoso “site responsivo”. Aqui vale a mesma observação mencionada acima, já que hoje o projeto é apenas um só (tecnicamente falando). Ou seja, se nosso cliente não carrega rapidamente determinada loja em seu celular, o que poderia ser agravado sem o uso de uma rede wi-fi, por exemplo, o resultado será o mesmo: abandono precoce ou, em outras palavras, perda de vendas.

 

Motivo nº 4 – Layout bem feito vende mais. E ponto final.

 

 

Veja bem, durante todo este artigo, fizemos algumas analogias entre os mundos real e virtual. Aqui, e pela última vez, trago um comparativo entre esses dois universos tão similares e distintos ao mesmo tempo, como não poderiam deixar de ser. Usando ainda o exemplo inicial do livro, quando eu não conheço o conteúdo (ainda que isso seja relativamente incomum) eu, ao menos em minha opinião estrita e pessoal, sou muito mais orientado a perceber o que me chama atenção. Quando isso acontece eu paro, pego o livro, sinto seu cheiro e passo então a olhar com bons olhos o que está diante de mim. Talvez eu compre, talvez não. Mas sem dúvidas eu o olhei primeiro.

Talvez o exemplo acima não seja o melhor deles, nem mesmo o mais perspicaz, mas o citei para mostrar um pouco da minha visão de como um bom layout, um bom projeto de criação, pode nos chamar atenção e, talvez acima de tudo, colocar brilho naquilo que passaria despercebido a olhares menos “treinados”. Assim como um arquiteto gasta horas para projetar seus croquis (sem mencionar os anos de estudo), não é diferente quando se fala de Agências de Criação de layout para e-commerce, dado é claro, que muitas delas não estão preparadas ou não possuem ainda a experiência necessária para tal função.

Para finalizar este artigo, eu quero deixar a reflexão sobre o quanto devemos prestar atenção neste assunto, já que numa geração “Líquida”, citando Zygmunt Bauman, um dos meus filósofos preferidos, hoje tudo é passageiro e nada é fixo, portanto tudo é mutável o tempo todo, o design pode ser um catalisador da atenção de clientes, ao usar de suas ferramentas fundamentais, tais como sensações, percepções e, por que não dizer de sentimentos. Quando, da próxima vez que for indicar uma Agência de Criação a seus clientes, busque por aquelas que compreendem tal dinamismo e a grandiosidade de um assunto tão rico e essencial.

 

Os 4 motivos para confiar em uma Agência de Criação em seu E-commerce
5 (100%) 1 vote

1 comment on “Os 4 motivos para confiar em uma Agência de Criação em seu E-commerce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *